AQUÁRIO . JUPITER . SATURNO

21 a  28 de Dezembro 2020 Combinação de peso

Saímos do ano 2020 em que estes dois planetas estiveram conjuntos com Plutão em Capricórnio e vimos que foi uma das maiores crises da humanidade.

Longo caminho tem sido este, o da humanidade.

Com o decorrer do tempo vamos tendo mais desafios, mais evoluções e mais responsabilidades.

De um tempo em que o indivíduo não tinha expressão, só os grandes tinham poder e direitos, passámos por lutas e conquistas na tentativa de todos sermos iguais em termos de sociedade, com o direito a ser diferente dentro de um grupo e mesmo assim fazer parte de uma identidade colectiva.

Vários desafios têm sido ultrapassados, deixando no entanto algumas partes muito importantes para trás…

O valor da vida, o valor da liberdade, o valor da saude e o valor dos direitos humanos muitas vezes são postos em segundo plano para haver um foco maior em prioridades dos governantes.

O que se valoriza não é necessariamente a qualidade da vida na Terra, e com isso temos assistido ao degradar dos recursos naturais, estamos em perigo.

O mesmo acontece com a consciência humana, com tantas ferramentas de comunicação será que estamos a comunicar o que interessa?

Com tanta possibilidade de viajar será que não saímos do mesmo local?

O que interessa verdadeiramente?

Cada um evoluir na medida da sua possibilidade e ficar isolado dentro do grupo?

Ou elevar e partilhar todo o conhecimento com o colectivo?

De que serve a tecnologia se ela não está ao serviço do Ser Humano, com tantas descobertas e avanços toda comunidade de cientistas a tentar descobrir a formula da cura para um virus.

Mas depois não se dá valor aos humanos que trabalham na area da saude, ganham mal e não são bem cuidados.

Dá-se mais valor às celebridades e a tudo o que nos afasta da realidade, criando uma sociedade de ilusão e de consumo que não nos leva a lugar nenhum.

Estamos numa fase parecida com a história dos três porquinhos,

O Saturno vem assegurar que somos o porquinho que constrói a casa mais sólida, em termos de estrutura interna, com tudo o que realmente interessa para uma vida plena e segura.

Esse trabalho é feito por cada um individualmente, embora chegámos a um ponto em que há que ter mais consciência do colectivo e não fugir do compromisso da nossa responsabilidade na família, no grupo, na vila, no pais e no mundo.

Ainda há imigrantes?

Ainda há diferença pela raça?

Ainda há diferença pelo género?

Tudo isto nos próximos tempos tem de ser revisto, anda a ocupar muito espaço na vida em vez de nos focarmos no que realmente interessa.

Jupiter vem expandir, vem desfiar para uma jornada de maior conhecimento e em Aquário a modernidade é a palavra de honra.

Novas descobertas, mais ciência a provar o que já existe mas não se acredita ( Saturno ).

Uma crise de fé e falta dela.

Sempre que há aspectos astrológicos fortes há sempre a possibilidade de nos alinharmos ao lado da evolução mas também há o lado que boicota e que dificulta.

Há que ter atenção ao totalitarismo, à impossibilidade de escolha como indivíduo, muito cuidado com o abuso de autoridade.

Só porque uns acreditam que é melhor assim não quer dizer que seja.

O conceito “está provado cientificamente” serve para muita imposição, no entanto a ciência está sempre a evoluir e muitas vezes a provar que o que era uma verdade antes passa a ser obsoleto.

Muito cuidado com a manipulação tecnologia, seja dos alimentos, do ar que respiramos e da programação mental.

Estamos todos a sentir o peso das restrições, desejo que cada um pense pela sua cabeça e que faça o melhor pela sua família e pelo planeta.

O Jupiter fica até Dezembro de 2021

Vamos aproveitar todos os ideais em 2021 com o Jupiter a inspirar um sociedade melhor sem esquecer a liberdade.

Vamos ter o Saturno em Aquário até Novembro de 2023

Vamos trabalhar em consciência e com consistência para que as estruturas evoluam em segurança e sem abuso de poder.

Esta conjunção Jupiter e Saturno aconteceu dia 21 de Dezembro, e dura até dia 28 de Dezembro, são poucos dias, é o inicio dos encontros destes dois planetas em signos de AR.






SATURNO EM CAPRICÓRNIO

20 Dez 2017 - 04:50 UTC
até
17 dez 2020 - 05:04 UTC

Saturno Deus do Karma e do tempo chega a casa!
A forma de agir de Saturno é como se fosse um mestre de obras que quando chega a uma casa vê as potencialidades, as traves mestras, a estrutura sólida e manda abaixo o que não interessa, faz obras partindo muita parede, abrindo portas onde estavam janelas, rasgando o espaço. Ao principio o dono da casa pensa que não quer, como é possível deitar tudo abaixo que um dia já foi tão útil, cheio de boas ideias e intenções, e até funcionou durante tanto tempo. Depois de muito pó, barulho e trabalho árduo a casa fica muito melhor e o dono fica feliz.

Assim é Saturno!
É uma oportunidade para nos realinharmos com a nossa essência estrutural, material, da Vida na Terra.

Em Capricórnio Saturno vai mexer em muitas áreas que nos tocam a todos: Política, Países, Sociedade, Carreiras, Leis, Instituições, Regras, Poder, Autoridade, Tradição, Família.

Pela ordem da ideia de obras na casa, tudo o que está demais ou a mais vai ser rectificado, o ideal seria regermo-nos por bons princípios e sinceridade connosco próprios e com os outros, estendendo isto à família, grupo, cidade, país, mundo inteiro.
Sabemos que não é isto que acontece em muitos países, por isso pode ser um tempo em que as leis sejam revistas, os direitos humanos sejam para todos e não só para alguns.

Temos a possibilidade de enquanto grupo poder desenhar uma sociedade que reflicta um propósito de construção de um mundo justo, com segurança, progredido com passos firmes e reais, desmascarando o que é falso e os que não respeitam.
Corremos o risco de os que já mandam no mundo ficarem ainda com mais poder, é um perigo… o autoritarismo, a ditadura, a ambição, sem empatia pelos humanos.

É altura de caírem as máscaras , as fachadas, edifícios inteiros que não servem para nada, burocracias, o medo do fracasso, ir até ao âmago das motivações interiores, da raíz, e a partir daí começar a reedificar, a definir metas, objectivos.
Redefinir quais são os valores, o que se quer conquistar, dar passos cuidadosos mas firmes, fazer alguns sacrifícios por um bem maior, às vezes ir sozinho, agir, respeitando o que está correcto, cumprir o destino, seja de um país, da familia ou começando por si próprio.

Altura de ser simples, sóbrio mas nobre! De espirito, de valores, de forma de actuar com os outros, respeitando os compromissos, por vezes a forma de respeitar é chegar a alguns fins, melhor do que manter aparências…é altura de ser Real.

Temos o livre arbítrio em oposição à obrigação ao dever…
Muitas vezes confundimo-nos como devemos agir, o que escolher… é altura de nos escolhermos a nós, com toda a verdade.
Se assim for como será possível não criarmos um mundo que reflicta essa clareza, essa impecabilidade?

Esta é minha esperança, que se consiga ainda construir um Mundo melhor mais Real.

Marta Gato